Sobre

16:42 Ana Carolina Paiva 1 Comentários

A tarefa de apresentar a si própria não é nada fácil. Requer uma boa dose de coragem, auto ironia e um aguçado senso de humor diante das próprias limitações.

Despidos de preconceitos o mundo, as coisas e as pessoas se tornam mais interessantes, vivos e coloridos. E o cotidiano, antes chato e cinzento, adquire perspectiva. A cada novo olhar, um renovado encantamento. Não é nada fácil, mas tento viver assim.


Desde que me entendo por gente me chamam de Ana Carolina. Sou atriz e pesquisadora de teatro. Adoro escrever! Escrevo sobre tudo. Até mesmo sobre uma tampinha de refrigerante abandonada na rua. Podem acreditar!


Aqui neste espaço pretendo compartilhar com as pessoas um pouco de tudo: cultura, moda, bobeira, auto ajuda, papo cabeça, estudos pseudofilosóficos, as fofocas das novelas, relacionamentos, coisinhas pra rir, coisinhas pra chorar e agir, política e economia, cortes de cabelos da hora, novidades lindas e baratinhas -como uma xale fofo e colorido que euzinha aqui adquiri por uma pechincha! -e outras nem tanto, mas que dá gosto esperar um pouquinho pra poder comprar.


Quer saber? Gosto de gente. Pra amar, pra conversar, pra fazer o bem, pra contemplar o mar, pra rir junto, pra viver a vida. Sem pressa, sem medo, sem máscaras...


As portas estão abertas pra vocês! Esse cantinho é nosso! Entrem sem bater e sem salamaleques. Por favor! Ah, sim, a propósito: sou fissurada em colecionar palavras novas, não tenho medo de nenhuma delas. Salamaleques? Esta é moleza: cerimônia, mesura, rapapés.


Acho que vou inaugurar esse blog numa onda romântica. Um pequeno conto de amor lírico-fofo-engraçado para aqueles que amam e para aqueles que estão doidinhos pra se apaixonar... 


E em breve: um pouquinho da cena teatral carioca. Aguardem!

Um comentário:

  1. Começou muito bem, garota! Sucesso! Quero estar sempre aqui. Bjs!

    ResponderExcluir